Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Muita chuva e possibilidade de enchentes e inundações esta semana na região

Prognóstico da MetSul Meteorologia aponta possibilidade de acumulado superior a 200mm de chuva até o dia 4 de maio

29 de abril de 2024
Modelo de projeção apresentado pela MetSul Meteorologia (Foto: MetSul / Divulgação)

Umidade associada a um sistema de baixa pressão provoca instabilidade no território gaúcho nesta segunda feira (29). Em Três Passos e na região Celeiro, muitas nuvens provocam chuva, que será localmente forte com raios e trovoadas. Os volumes vão ser elevados em alguns pontos. Há também o risco de temporais localizados com ventos fortes e queda isolada de granizo, mas no decorrer da tarde para a noite o tempo melhora.

A temperatura na madrugada ficou entre 18ºC e 20ºC em grande parte da região. Durante a tarde, com ingresso de ar quente, as máximas atingem entre 25ºC e 26ºC. Nas áreas mais ao norte as máximas podem chegar aos 28ºC e 29ºC.

Na terça, quarta e quinta feira, o tempo permanece instável, com muitas nuvens que provocam chuva. A chuva será localmente forte e volumosa em muitas áreas e persiste o risco de temporais localizados.

A sequência de dias com chuva com altos volumes, podendo ultrapassar os 200mm em alguns locais, traz risco de cheias e também de inundações. Não sobe muito a temperatura, que fica amena com máximas abaixo dos 25ºC.

Na sexta-feira, o sol até aparece pela manhã em alguns pontos, mas as nuvens voltam a aumentar e provocam chuva no decorrer do dia, sobretudo no decorrer da tarde para a noite. Diminui um pouco mais a temperatura.

MetSul renovou seu alerta meteorológico

A MetSul Meteorologia reforçou em publicação neste domingo o seu alerta sobre um cenário de grave risco hidrológico e meteorológico no Rio Grande do Sul com chuva excessiva a extrema e uma muito alta probabilidade de cheias de rios e enchentes no estado neste fim de abril e, em especial, na primeira semana de maio.

Uma massa de ar excepcionalmente quente sobre o Brasil vai se intensificar sobre o Centro do país nesta semana sob um padrão de bloqueio atmosférico. Ao mesmo tempo, ar mais frio vai estar atuando em vários dias sobre a Argentina, gerando um enorme contraste térmico nas latitudes médias do continente. Uma vez que o Rio Grande do Sul estará na zona de transição entre as duas massas de ar, a quente e a fria, a instabilidade será frequente com expectativa de muita chuva. Ora ar mais frio de Sul avançará para o estado, ora ar mais quente de Norte ingressará, e esta variação constante dia a dia gerará sucessivas áreas de instabilidade com precipitação abundante.

O cenário é muito parecido com a da primavera meteorológica do ano passado, durante o auge do El Niño, quando eventos extremos de chuva com enchentes atingiram o Rio Grande do Sul nos meses de setembro, outubro e novembro sob bloqueios atmosféricos associados a potentes ondas de calor no Centro-Oeste e no Sudeste do Brasil. A chuva que vai cair neste fim de abril e no começo de maio se somará ao que se já se precipitou neste fim de semana e nos últimos dias no Rio Grande do Sul, quando choveu muito e até excessivamente em algumas localidades. Ou seja, serão acumulados muito altos a extremos que se somarão a volumes já elevados ocorridos dias antes.

Na rede oficial do Instituto Nacional de Meteorologia, os acumulados apenas nas últimas 72 horas foram de 179 mm em Quaraí, 113 mm em Rio Grande, 110 mm em Caçapava do Sul, 87 mm em São Gabriel, 84 mm em Livramento, 80 mm em Capão do Leão e Vacaria, 78 mm em Campo Bom, 75 mm em Teutônia e 73 mm em Canguçu. Diversas outras estações anotaram mais de 50 mm.

Várias cidades sem estações oficiais, mas com monitoramento por outros órgãos e dados particulares, anotaram no período acumulados próximos e acima de 100 mm. No pluviômetro da Rádio Alto Uruguai, sábado, domingo e madrugada de segunda-feira foram 60mm, até às 8h desta segunda-feira.

PROJEÇÕES DE CHUVA DOS MODELOS

O cenário de chuva indicado por modelos numéricos para esta semana é por demais preocupante com as simulações indicando acumulados entre 100% e 200% da média de chuva histórica de um mês todo nesta época do ano em apenas sete dias para grande número de localidades gaúchas. Os volumes indicados nas projeções são excessivamente altos a extremos.

 

Fonte: Rádio Alto Uruguai - com informações da MetSul Meteorologia

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2024 ® - Todos os direitos reservados